Friday, October 17, 2014

Chile – La Serena e Vicuña

Avalie: 
Como eu contei no post anterior, meus passeios que estavam planejados para fazer no caminho de ida em La Serena deram todos errados. Então fomos até o Atacama e, na volta, planejamos para ficar 2 dias em La Serena e ter tempo de fazer o que queríamos com mais calma. Eu poderia seguir a ordem cronológica aqui, mas prefiro seguir a ordem das cidades e continuar falando de La Serena.

Então a ideia era irmos fazer o passeio da Isla Damas e ir ao Observatório. Acabamos não indo à ilha pois achamos muito caro. Na verdade não é mais caro que os passeios no Atacama, mas como já era final de viagem, já estávamos pobres. Fazendo pela agência, saía de 33 a 37 mil CLP. Isso dá mais ou menos R$ 150 (preço por pessoa). Você passa o dia inteiro na ilha, e o almoço está incluso. Mas mesmo assim, era um dinheiro que ia pesar no bolso. Ao invés disso, decidimos aproveitar que estávamos de carro e passear pelo vale do Elqui. 

O Vale do Elqui
Essa foi a grande surpresa da viagem. Nós fomos para lá sem ter noção do que íamos encontrar (literalmente. A conversa minha com meu irmão foi assim: "o que tem lá?" "Não tenho a menor ideia"), e no final nos deparamos com um lugar interessantíssimo, com paisagens lindas, de enormes plantações de uva para produção de pisco na beira da cordilheira. 

As plantações de uva para Pisco no Vale de Elqui

O Vale fica na região de Vicuña, uma cidadezinha a 62 km de La Serena. Para chegar lá nós sentimos um pouco de dificuldade porque não é tão bem sinalizado. Saindo de La Serena até tem placa, mas em Vicuña você deve seguir placas para Rivadavia. Em determinado momento aparecem placas novamente para o Vale. Chegando no Vale, você entra em uma estradinha que beira a cordilheira, e vai acompanhando as plantações de uva. Seguindo por ela até o final, passa por diversas "vilas". Uma delas, a penúltima, é a Horcón, onde fica o pueblo artesanal, com quiosques bem bonitos de artesanatos. As peças são caras, mas são diferentes de todo o resto que se vê pelo Chile. 

Um pequeno achado na Vila artesanal de Horcón: uma cachoeira para relaxar

Nessa região você encontra muitas terapias relaxantes e alternativas, como reiki, yoga, essas coisas. Minha dica é a seguinte: se você estiver de carro (se não tiver, tem ônibus que chega lá também) e gostar de sol, hospede-se lá ao invés de La Serena. La Serena só chove, faz um tempo horrível, é uma cidade grande, meio chata, meio blah. O Vale é super charmoso. Eu não sei quanto a valores de estadia, não tivemos a oportunidade de ficarmos por lá. Mas ficaríamos se tivesse dado. 

Sobre Vicuña, que é a cidade onde o Vale do Elqui se encontra, não tem nada de mais lá. Parece uma cidade do interior de São Paulo. 

Espera! Uma grade... na... parede? Essa é Vicuña. 

O Observatório
Lá existe uma porção de observatórios, e quando eu estava pesquisando para ir fiquei na maior dúvida de qual escolher. O mais famoso para turismo na região é o Mamalluca, que é pra onde todas as agências e hoteis levam. E adivinha onde ele fica? Sim! No Vale do Elqui! Não estou dizendo que esse lugar tem coisas incríveis? Pois então. 

As agências cobram 18 mil CLP para ir até lá, e saem às 19h. Nós perdemos o passeio no primeiro dia por causa disso, chegamos atrasados. O que não sabíamos, porém, é que podemos fazer o passeio por conta própria, e que sai MUITO mais barato. O esquema é o seguinte: você vai até o centro de Vicuña, no endereço Gabriela Mistral, nº 260 (fica bem pertinho da praça central, a um quarteirão). Como a cidade é muito pequena, o Google (e provavelmente o GPS também) não acha as ruas. Se você estiver se guiando por eles, procure pela Torre Bauer. Essa é a praça central. Guie-se por lá. Bom, lá você pode comprar diretamente os tickets para entrar no observatório. Pelo que eu entendi, eles têm algumas subidas ao longo da noite, eu não sei quando é a primeira. Eu peguei a das 22h30, e a última é às 00h. Tem que chegar lá até 22h para comprar. Eles falam em reservar com 24h de antecedência, mas nós não tínhamos reserva e a moça da bilheteria falou que não precisava. Você também pode subir com o seu próprio carro ou com a van deles, mas a van deve ser paga à parte (não sei o valor, mas não deve ser caro). Ah, sim! O valor da entrada é 4.500 CLP, muito mais barato do que com a agência! 

Infelizmente estávamos com muito azar e pegamos noite de lua cheia. Eu sabia que isso ia acontecer desde antes da viagem, mas queria ir lá mesmo assim. Porque mesmo que não veja as estrelas, pelo menos escuta a explicação dos guias. Mas a lua estava tão cheia, tão cheia, que nem cratera dela deu pra ver. Realmente não era meu dia... Se você pretende fazer uma viagem para lá para ver a lua, eles explicam que a melhor época é de junho a outubro, quando a galáxia está "pra dentro", ou qualquer coisa assim, e dessa forma podemos ver mais estrelas. E, obviamente, em noites de lua nova, em que o céu está totalmente escuro. Eu até acertei a época do ano, mas errei na noite. rs.

Foto do telescóspio mostrando a Lua. 

Onde um grande meteoro a atingiu. 

Essa foto abaixo, que parece até que está de dia, foi tirada lá do observatório às 2h da manhã, em longa exposição. O céu lá é lindo. Queria tanto ter visto numa noite escura... (lágrimas escorrem). 

Foto dos arredores do Observatório de Mamalluca, em longa exposição

Fotos: Thiago Ventura (Flickr)
Update: coloquei umas fotinhos da Lua. 

2 comments:

thais guedes said...

Então dá pra comprar na hora! Me falaram que era melhor já comprar antecipadamente... que você acha?

thais said...

Thais, eles não deixam você comprar antecipadamente. Você pode fazer a reserva antes, mas deve pagar somente na hora. Chegamos lá à tarde para comprar, mas tivemos que deixar nossos nomes e pagamos só às 22h (meia hora antes da saída). O ideal, se quiser reservar o lugar, é fazer a reserva 24h como eles recomendam (eles recebem reservas de 24 a 48 horas antes). O problema é que o email que eu achei na internet não estava funcionando. Não sei como fazer a reserva sem ser indo diretamente lá, ou sem ser através de agência. =(
De qualquer forma, acho difícil que encha. Acho um pouco complicado eu te falar "fica tranquila, vai sem reserva que você consegue", porque se não conseguir, a responsabilidade fica nas minhas costas. rs. Mas eu achei bem tranquilo, muita gente chegou lá na hora pra comprar, não vi dificuldade nenhuma.